Outono Alemão

Stig Dagerman

  • €12.60

Exigia-se aos que iam atravessando este outono alemão que da sua desgraça extraíssem lições. Esquecia-se assim, porém, que a fome é um muito mau pedagogo.

No rescaldo da Segunda Guerra Mundial, quando a imprensa internacional retratava os escombros germânicos como um castigo merecido, Stig Dagerman derramava uma clarividente compaixão sobre os derrotados, questionando o prisma dos vencedores e o direito de humilharem um povo espezinhado. Outono Alemão (1947),  reportagem encomendada pelo jornal sueco Expressen, longe de pintar um quadro homogéneo, é uma vívida galeria de explorados e famintos, vítimas de uma guerra que não era sua, mas também de quem se empenhava não apenas em sobreviver, mas em capitalizar com a miséria alheia. Stig Dagerman, para quem o jornalismo era «a arte de chegar atrasado logo que possível», mergulhou nas ruínas de uma Alemanha desorientada, imersa na sua culpa e bloqueada pelas forças ocupantes, e recusou a hipocrisia de exigir dos sobreviventes uma contrição política. O resultado é uma obra jornalística com a perenidade da grande literatura, num registo objectivo e empático que inspiraria a imprensa vindoura.

  • TÍTULO ORIGINAL Tysk höst
  • TRADUÇÃO, INTRODUÇÃO E NOTA BIOGRÁFICA Júlio Henriques
  • ILUSTRAÇÃO Gonçalo Duarte
  • 3.ª EDIÇÃO 2020
  • PÁGINAS 152
  • ISBN 978-972-608-371-9

imprensa



A Serpente
7.5 EUR
esgotado


Jogos da Noite
13.5 EUR