Ministros da Noite

Livro Negro da Expansão Portuguesa

Ana Barradas

  • €13.50

Ministros da Noite, como cães esfaimados, toda a prata do mundo os não poderá fartar.

Fernão Mendes Pinto

Obra de indiscutível actualidade em tempos de racismo estrutural – impossível de tapar como o sol com uma peneira –, visível na violência policial, em artigos de jornal e em ideias peregrinas como a construção de museus que celebram as descobertas, Ministros da Noite – Livro Negro da Expansão Portuguesa (1991) chega à sua quarta edição, com um novo prefácio de Ana Barradas. Esta colectânea de textos recolhidos em cinco séculos de historiografia nacional é uma tentativa de desmontagem do discurso colonial que tem acomodado a nossa cultura ao nacionalismo e à xenofobia. Um discurso hoje modernizado, envolto nas roupagens envernizadas do neoliberalismo, servido de bandeja com a grandiloquência própria de um regime de novos-ricos, prosaico herdeiro da comemorativite aguda reavivada pelo fascismo dos anos 30. Dando um panorama de amplo fôlego – da escravização dos africanos ao genocídio dos povos indígenas, das viagens marítimas à guerra colonial – e um testemunho da história desprezada que foi a resistência ao expansionismo português, este livro reconhece sem peias o logro da excepção do colonialismo nacional, revelando o avesso dos triunfos civilizadores e da gesta heróica dos ousados navegadores que a bafienta propaganda alardeava, com ecos nas gerações de hoje.

  • SELECÇÃO, ORGANIZAÇÃO E PREFÁCIO Ana Barradas
  • ILUSTRAÇÕES DE CAPA E CONTRAPACA Miguel Carneiro
  • 4.ª EDIÇÃO 2019
  • PÁGINAS 200
  • ISBN 978-972-608-349-8