• €12.60

Julgáramos ver apenas um animal que dera à costa: contemplávamos um planeta morto.

Publicada por Albert Camus na revista Empédocle em 1949, a obra-prima de Paul Gadenne é um texto fulgurante que, em pouquíssimas páginas, ombreia com os grandes romances. Quando Pierre leva Odile a ver uma baleia branca encalhada na praia, o que pensar daquele monstro belo e hediondo? Monumento do horror e esplendor da guerra? Da impotência e do desespero do homem? Metáfora de um continente em decomposição? Baleia, crónica de um reencontro com o outro e consigo mesmo, é uma pérola agora emergida, um colosso que dá à costa, numa escrita radiante e hipnótica como o fluir e refluir da maré. 

  • TÍTULO ORIGINAL Baleine
  • TRADUÇÃO E NOTAS José Alfaro
  • POSFÁCIO Francine Lenne
  • TRADUÇÃO DO POSFÁCIO Anabela Carvalho Caldeira
  • ILUSTRAÇÃO DE CAPA E CONTRACAPA Marco Mendes
  • 1.ª EDIÇÃO 2017
  • PÁGINAS 120
  • ISBN 978‑972‑608‑306-1