Do Assassínio como Uma das Belas-Artes

Thomas de Quincey

*
  • €11.70
  • Poupe €1.30

Para a composição de um assassínio a preceito exigem-se, mais do que dois néscios, um para matar e outro para morrer, uma faca, uma bolsa e uma viela escura.
Clássico do humor negro e da provocação, Do Assassínio como uma das Belas-Artes (1827) é uma prelecção sobre, digamos assim, a arte de obrigar alguém a esticar o pernil. Recorrendo a uma panóplia de homicidas exemplares, do bíblico Caim a novos aficionados com provas dadas na área, esta obra que influenciou várias gerações de escritores — de Poe a Baudelaire, de Gogol a Borges — é recheada com mais dois opúsculos sobre a arte de cortar gasganetes com estilo e sobre a relação entre a violência e o sublime. Porque, segundo o autor, um assassínio comme il faut é, à luz de considerandos estéticos, um exercício tão digno de ser apreciado como uma bela obra artística. 
  • TÍTULO ORIGINAL On Murder Considered as One of the Fine Arts
  • TRADUÇÃO João da Fonseca Amaral
  • ILUSTRAÇÃO DA CAPA Gonçalo Duarte
  • 1.ª EDIÇÃO 2021
  • PÁGINAS 168
  • FORMATO DE BOLSO 10,5 x 15 cm
  • ISBN 978-972-608-404-4


*O preço final inclui 10% de desconto da editora (válido até 31/12/2022)
NÃO APLICÁVEL NOUTRAS CAMPANHAS EM CURSO

Também recomendamos