Capitalismo em Quarentena

Notas sobre a crise global

Anselm Jappe, Sandrine Aumercier, Clément Homs e Gabriel Zacarias

*
  • €13.50
  • Poupe €1.50

Seja como for o futuro, da experiência vivida no momento da pandemia convém guardar na memória o que constitui a «vida» que nos é destinada pelo capitalismo.

O novo coronavírus criou uma crise sem precedentes. A epidemia, que nos faz «escolher entre a bolsa e a vida» e «não é uma interrupção temporária da normalidade, mas a expressão mais concentrada dessa absurda normalidade», disseminou-se a um ritmo avassalador, bloqueou a economia mundial e confinou populações numa escala planetária. Não só despertou o lado negro das sociedades capitalistas e a sua tentação de recorrerem a arsenais de vigilância de contornos distópicos, como revelou o valor atribuído à vida humana por apologistas do darwinismo social em tempos pandémicos. Ao traçarem os contornos de um mundo estagnado e atolado no sobreendividamento, os autores de Capitalismo em Quarentena reflectem sobre as relações entre Estado e economia, saúde e lucro, normalidade e estado de excepção, à luz da crítica do valor e da marcha inexorável do capitalismo rumo ao colapso estrutural e ambiental.

  • TÍTULO ORIGINAL De virus illustribus – Crise du coronavirus et épuisement structurel du capitalisme
  • TRADUÇÃO João Gaspar, Pedro Henrique Resende, Pedro Pereira Barroso, Rachel Pach e Robson J. F. de Oliveira
  • PREFÁCIO À EDIÇÃO PORTUGUESA Anselm Jappe
  • TRADUÇÃO DO PREFÁCIO Diogo Madre Deus
  • ADAPTAÇÃO Júlio Henriques
  • ILUSTRAÇÃO DA CAPA Gonçalo Duarte
  • 1.ª EDIÇÃO 2021
  • páginas 144
  • ISBN 978‑972‑608‑400-6


*O preço final inclui 10% de desconto da editora (válido até 31/12/2021)
NÃO APLICÁVEL NOUTRAS CAMPANHAS EM CURSO

Também recomendamos