• €14.40

O Homem partiu em busca de outros mundos, de outras civilizações, sem conhecer inteiramente os seus próprios recantos, os seus becos sem saída e abismos, e sem saber o que está por detrás das suas portas negras.

Pela primeira vez em tradução directa do polaco, Solaris (1961) é uma das obras de ficção científica mais complexas e filosóficas, e consagraria Stanisław Lem (1926-2006) como um autor de culto. Publicado em Varsóvia, em pleno regime comunista, e adaptado ao cinema por Andrei Tarkovski, em 1972, e Steven Soderbergh, em 2002, é dominado por um imenso e enigmático oceano planetário, capaz de controlar as emoções e as memórias de exploradores à beira da loucura, isolados numa estação espacial. Neste romance psicológico sobre a incomunicabilidade, a angústia face ao insondável e a incapacidade humana de lidar com o desconhecido sem causar destruição, Stanisław Lem leva-nos a um planeta distante para revelar os eternos abismos e buracos negros da alma.

  • TÍTULO ORIGINAL Solaris
  • TRADUÇÃO DO POLACO Teresa Fernandes Swiatkiewicz
  • NOTA PRÉVIA Alberto Manguel
  • TRADUÇÃO DA NOTA PRÉVIA Helena Pitta
  • FOTOGRAFIA DE CAPA E CONTRACAPA Dinis Santos
  • 1.ª EDIÇÃO 2018
  • PÁGINAS 272
  • ISBN 978‑972‑608‑308-5