Angela Davis

Ícone da luta pelos direitos civis, próxima do grupo dos Panteras Negras, por duas vezes candidata à vice-presidência dos Estados Unidos, Angela Davis é uma das activistas mais incómodas deste século e do anterior. Nascida na pobreza em 1944, descendente de escravos, uma bolsa permitiu-lhe ir para Nova Iorque e formar-se em Filosofia. No Verão de 1970, acusada de conspiração na fuga de três prisioneiros em São Francisco, ingressou na lista dos mais procurados pelo FBI; capturada, diabolizada pelas autoridades (mulher, negra, marxista), foi absolvida após um julgamento mediático e um forte movimento popular pela sua libertação. O combate à discriminação racial e às assimetrias sociais, a militância pelos direitos das mulheres e a saga pelo desmantelamento das prisões transparecem na sua vasta obra – na qual se destacam Women, Race, and Class (1981) e Are Prisons Obsolete? (2003) –, que denuncia formas de encarceramento humano e nos ensina a olhar para os calabouços do mundo.



← - + →