E. M. Forster

Edward Morgan Forster (1879-1970) é sobretudo reconhecido e admirado por obras como Um Quarto com Vista (1908), Howards End (1910) e Passagem para a Índia (1924), e pela controversa publicação póstuma de Maurice (1971), romance que desvenda e exalta o amor homossexual. Da adolescência no Surrey aos estudos no King’s College e à sua ligação ao Grupo de Bloomsbury, cedo se norteou pela crença na plena realização e na liberdade do homem, capaz de desarmar as hipocrisias do puritanismo e da sociedade britânica da época. Pacifista e objector de consciência na Primeira Guerra Mundial, fez serviço cívico na Cruz Vermelha e visitou o Egipto, tendo travado amizade com o poeta Konstandinos Kavafis em Alexandria. Foi membro da Union of Ethical Societies e famoso pelas suas intervenções na rádio em defesa de reformas sociais e da liberdade de expressão.



← -