Edward Abbey

Edward Abbey (1927-1989) partiu nos anos 40 à descoberta do Oeste americano, onde se apaixonou pelas imensidões desérticas, depois de ter sido expulso do exército por insolências várias. Estudou Filosofia e Literatura na Universidade do Novo México, tendo aprofundado o tema da anarquia e, contestatário nato, inscrito o seu nome em listas de vigilância do FBI. A desconfiança que nutria pelas instituições foi apenas ultrapassada pelo seu amor aos recantos intocados, imortalizado no livro Desert Solitaire (1968), frequentemente comparada a Walden. Guarda-florestal e orador incendiário, fez da provocação uma arma, legou-nos uma fértil obra literária dedicada à natureza selvagem e defendeu o direito a sermos todos grãos de areia — ou chaves-inglesas — na engrenagem. Jaz eternamente num local desconhecido, no deserto do Arizona.



← -